Dimensões da satisfação dos usuários da Estratégia Saúde da Família

Palavras-chave: Saúde da Família, Atenção Primária à Saúde, Qualidade da Assistência à Saúde, Satisfação do Paciente

Resumo

Objetivo: O objetivo foi analisar as variáveis explicativas da satisfação da qualidade de serviços da Estratégia Saúde da Família.

Método: Estudo quantitativo realizado com 353 usuários da Estratégia Saúde da Família, atendidos na zona leste do município de Teresina (PI, Brasil). Utilizou-se a escala SERVQUAL, alimentada por um instrumento adaptado, com frases afirmativas e analisados por meio de técnicas multivariadas: análise fatorial e regressão múltipla.

Resultados: As análises multivariadas possibilitaram a redução da escala utilizada para cinco dimensões da qualidade de serviços prestadas, que responderam pela explicação de 99,7% da variação do índice geral calculado e utilizado no modelo de regressão múltipla. Todos os pressupostos de ambas as técnicas foram respeitados.

Conclusão: A confiabilidade foi a dimensão preponderante na percepção da qualidade de serviços e o modelo testado foi validado, tornando-se possíveis suas réplicas em outros contextos empíricos e a ampliação de seu escopo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografias Autor

Laelson Rochelle Milanês Sousa, Universidade Federal do Piauí - UFPI
Mestre em enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Piauí - UFPI.
Rafael Fernandes de Mesquita, Universidade Potiguar - UnP e Instituto Federal do Piauí - IFPI.
Doutorando do Programa de Pós-graduação em Administração de Empresas da Universidade Potiguar - UnP.
Fátima Regina Ney Matos, Universidade Potiguar - UnP e Instituto Superior Miguel Torga - ISMT.
Doutora e Mestre em Administração de Empresas com estágio Pós-doutoral na Universidade de Aveiro. Psicóloga. Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração de Empresas da Universidade Potiguar - UnP. Professora do Instituto Superior Miguel Torga - ISMT.
Luana Kelle Batista Moura, Centro Universitário UNINOVAFAPI
Doutora em Odontologia. Docente do Centro Universitário UNINOVAFAPI – Piauí.
Maria Eliete Batista Moura
Doutora em Enfermagem. Docente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Piauí – Piauí – Brasil.

Referências

Almeida, F. A., & Brito, F. A. (2014). Planejamento e avaliação de programas de saúde: Contribuições do Modelo RE-AIM para enfermagem [Planning and evaluation of health programs. contributions of the RE-AIM Model for Nursing]. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 22(4), 527-528. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Al-Momani, M. M. (2015). Gap analysis between perceptions and expectations of medical-surgical patients in a public hospital in Saudi Arabia. Medical Principles and Practice, 25(1), 79-84. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Borges, J. B. C., Carvalho, S. M. R., & Silva, M. A. M. (2010). Quality of service provided to heart surgery patients of the Unified Health System-SUS. Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery, 25(2), 172-182. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Cimas, M., Ayala, A., García-Pérez, S., Sarria-Santamera, A., & Forjaz, M. J. (2016). The Patient Satisfaction Questionnaire of EUprimecare Project: Measurement properties. International Journal for Quality in Health Care, 28(3), 275-280. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Dias, O. V., Vieira, M. A., Dias, J. P., & Ramos, L. H. (2011a). The dimensions of user satisfaction of the family health program: Trust and empathy. Acta Paulista de Enfermagem, 24(2), 225-231. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Dias, O. V., Lopes, J. A. S., Vieira, M. A., & Ramos, L. H. (2011b). Tangibilidade no programa saúde da família: Percepção dos usuários [Tangibility in the Family Health Program: Perception of the users]. Revista de Atenção Primária à Saúde, 14(3), 327-335. [Gooogle Scholar] [PDF]

IBGE. (2010). Censo demográfico de 2010: Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, dados referentes à cidade de Teresina – Piauí [Demographic Census of 2010: Foundation Brazilian Institute of Geography and Statistics, data regarding the city of Teresina, Piauí]. Piau. [Gooogle Scholar] [URL]

Hair, J. F., Black, W. C., Babin, B. J., Anderson, R. E., & Tatham, R. L. (2009). Análise multivariada de dados [Multivariate data analysis] (6th ed.). Brasil: Bookman. [Gooogle Scholar]

Handayani, P. W., Hidayanto, A. N., Sandhyaduhita, P. I., Kasiyah, J., & Ayuningtyas, D. (2015). Strategic hospital services quality analysis in Indonesia. Expert Systems with Applications, 42(6), 3067-3078. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Li, M., Lowrie, D. B., Huang, C. Y., Lu, X. C., Zhu, Y. C., Wu, X. H., . . . Lu, H. Z. (2015). Evaluating patients' perception of service quality at hospitals in nine Chinese cities by use of the ServQual Scale. Asian Pacific Journal of Tropical Biomedicine, 5(6), 497-504. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Mesquita, R. F., Sousa, M. B., Martins, T. B., & Matos, F. R. N. (2014). Óbices metodológicos da prática de pesquisa nas ciências administrativas. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, 8(1), 50-65. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Mohammadi, A., & Mohammadi, J. (2012). Evaluating quality of health services in health centres of Zanjan district of Iran. Indian Journal of Public Health, 56(4), 308-313. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Moreira, R. N., Reis, D. T. C., Bizarria, F. P. A., & Barbosa, F. L. S. (2015). Qualidade de serviços: Análise de uma unidade do programa saúde da família [Quality of services: analysis of a unit of the family health program]. Revista eletrônica Gestão & Saúde, 6(2), 1267-1288. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Ogunnowo, B. E., Olufunlayo, T. F., & Sule, S. S. (2015). Client perception of service quality at the outpatient clinics of a general hospital in Lagos, Nigeria. Pan African Medical Journal, 22(68), 1-8. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Oliveira, M. A. C., & Pereira, I. C. (2013). Primary health care essential attributes and the family health strategy. Revista Brasileira de Enfermagem, 66, 158-164. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Oliver, R. L. (1980). A cognitive model of the antecedents and consequences of satisfaction decisions. Journal of Marketing Research, 17(4), 460-469. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Parasuraman, A., Zeithaml, V. A., & Berry, L. L. (1985). A conceptual model of service quality and its implications for future research. The Journal of Marketing, 49(4), 41-50. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Penna, C. M. M., & Queiróz, E. S. (2015). Concepções e práticas de enfermeiros no trabalho com famílias [Conceptions and practices of nurses working with families]. Texto & Contexto Enfermagem, 24(4), 941-949. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Purcărea, V. L., Gheorghe, I. R., & Petrescu, C. M. (2013). The assessment of perceived service quality of public health care services in Romania using. the SERVQUAL Scale. Procedia Economics and Finance, 6, 573-585. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Qin, H., Prybutok, V., & Prybutok, G. (2016). Quantitative comparison of measurements of urgent care service quality. Health Marketing Quarterly, 33(1), 59-77. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Silberman, M. S., Moreno-Altamirano, L., Hernández-Montoya, D., Martínez-González, A., & Díaz-López, H. O. (2016). Construcción y validación de un instrumento para medir la satisfacción de los pacientes del primer nivel de atención médica en la ciudad de México [Construction and validation of an instrument to measure the satisfaction of patients at the first level of medical care in Mexico City]. Gaceta Médica de México, 152(1), 43-50. [Gooogle Scholar] [URL]

Szwarcwald, C. L., Damacena, G. N., Júnior, P. R. B. S., Almeida, W. S., & Malta, D. C. (2016). Percepção da população brasileira sobre a assistência prestada pelo médico [Perception of the Brazilian population on medical health care. Brazil, 2013]. Ciência & Saúde Coletiva, 21(2), 339-350. [Gooogle Scholar] [CrossRef]

Publicado
2017-09-29
Como Citar
Sousa, L. R. M., Mesquita, R. F. de, Matos, F. R. N., Moura, L. K. B., & Moura, M. E. B. (2017). Dimensões da satisfação dos usuários da Estratégia Saúde da Família. Revista Portuguesa De Investigação Comportamental E Social, 3(2), 2-9. https://doi.org/10.7342/ismt.rpics.2017.3.2.50
Secção
Artigo Original