Importância dos enfermeiros na identificação do cyberbullying: Revisão sistemática

Palavras-chave: Cyberbullying, Crianças, Adolescentes, Enfermeiros, Cuidados de Saúde Primários

Resumo

Objetivo: O cyberbullying tem despertado a atenção na comunidade científica, existindo já uma maior preocupação por parte dos órgãos políticos perante um tema que se revela uma preocupação de saúde pública. Com a presente revisão sistemática da literatura pretende-se compreender a abordagem dos cuidados de saúde primários na identificação e prevenção do cyberbullying em crianças/jovens.

Métodos: Com recurso a várias bases de dados (PubMed, Google Scholar, Web of Science e EBSCO), pesquisaram-se artigos científicos utilizando os operadores booleanos AND e NOT com as palavras chave Cyberbullying, Child, Adolescent e Primary Health Care. Incluíram-se os artigos entre os anos 2013 e 2018 com resumo e texto completo.

Resultados: Identificaram-se no total sessenta e três artigos. Vinte e três artigos eram duplicados, onze artigos eram periódicos de revistas consideradas de cariz não-científico. Após leitura integral, eliminaram-se vinte e quatro artigos, em que somente cinco cumpriram com os critérios de inclusão.

Conclusão: As Tecnologias de Informação e Comunicação apresentam benefícios e malefícios, onde a família/pessoa significativa e os enfermeiros desempenham um papel primordial na prevenção e antecipação de comportamentos de risco para o desenvolvimento integral da criança/jovem. Justifica-se um maior investimento na formação de profissionais de saúde, dotando-os de estratégias de avaliação e intervenção na prevenção do cyberbullying, identificando vítimas e agressores em todos os contextos (escolar, familiar, cuidados de saúde primário e emergência hospitalar). Não tendo sido encontrados estudos realizados na Europa, sugere-se maior investigação que permita melhor compreender a promoção positiva do cuidar da criança/jovem e família perante o cyberbullying.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografias Autor

José Carlos da Silva Mendes, INTELECTO - Psicologia & Investigação

Especialista em Psicologia Clínica e Saúde e Doutorado pelo Instituto Superior Psicologia Aplicada.

Susana Queirós, Unidade de Saúde de São Miguel, Centro de Saúde da Ribeira Grande, Açores, Portugal

Licenciada em Enfermagem; Enfermeira Especialista em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria.

Marina Pedro, Unidade de Saúde de São Miguel, Centro de Saúde da Ribeira Grande, Açores, Portugal

Licenciada em Enfermagem; Enfermeira Especialista em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria.

Marta Oliveira, Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Vendas Novas, Centro de Saúde de Vendas Novas, Vendas Novas, Portugal

Licenciada em Enfermagem; Enfermeira Especialista em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria.

Referências

Almeida, A., & Gouveia, P. (2016). Ciberbullying: O papel dos pares, da família e da escola. In I. Patrão & D. Sampaio (Eds.). Dependências online: O poder das tecnologias (1st edition, pp. 75-95). Lisboa: Pactor. [Google Scholar]

Amado, J., Matos, A., Pessoa, T., & Jäger, T. (2009). Cyberbullying: Um desafio à investigação e à formação. Interacções, 13, 301–326. [Google Scholar] [URL]

Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. (2011). Manual crianças e jovens vítimas de violência: Compreender, intervir e prevenir. Lisboa: APAV. [Google Scholar]

Betz, C. L. (2011). Cyberbullying: The virtual threat. Journal of Pediatric Nursing, 26(4), 283–284. [Google Scholar] [CrossRef]

Byrne, E., Vessey, J. A., & Pfeifer, L. (2018). Cyberbullying and social media: Information and interventions for school nurses working with victims, students, and families. Journal of School Nursing, 34(1), 38–50. [Google Scholar] [CrossRef]

Caetano, A. P., Amado, J., Martins, M. J. D., Simão, A. M. V., Freire, I., & Pessôa, M. T. R. (2017). Cyberbullying: Motivos da agressão na perspetiva de jovens portugueses. Educação & Sociedade, 38(141), 1017–1034. [Google Scholar] [CrossRef]

Cardoso, G., Mendonça, S., Lima, T., Paisana, M., & Neves, M. (2014). A internet em Portugal – Sociedade em Rede 2014. Lisboa: Publicações OberCom. [Google Scholar] [CrossRef]

Carpenter, L. M., & Hubbard, G. B. (2014). Cyberbullying: Implications for the psychiatric nurse practitioner. Journal of Child and Adolescent Psychiatric Nursing, 27(3), 142–148. [Google Scholar] [CrossRef]

Carter, J. M., & Wilson, F. L. (2015). Cyberbullying: A 21st century health care phenomenon. Pediatric Nursing, 41(3), 115–125. [Google Scholar] [URL]

Cohen, R., Newton-John, T., & Slater, A. (2017). The relationship between Facebook and Instagram appearance-focused activities and body image concerns in young women. Body Image, 23, 183–187. [Google Scholar] [CrossRef]

Conselho da Europa. (2016). Estratégia do conselho da europa sobre os direitos da criança (2016-2021). Lisboa: Editorial do Ministério da Educação e Ciência. [URL]

de Vries, D. A., Peter, J., de Graaf, H., & Nikken, P. (2016). Adolescents’ social network site use, peer appearance-related feedback, and body dissatisfaction: Testing a mediation model. Journal Youth Adolescence, 45(1), 211–224. [Google Scholar] [CrossRef]

Direção-Geral de Saúde. (2013). Programa nacional de saúde infantil e juvenil. Lisboa: DGS, Ministério da Saúde. [Google Scholar] [URL]

Direção-Geral de Saúde. (2015). Programa nacional de saúde escolar 2015. Lisboa: DGS, Ministério da Saúde. [Google Scholar] [PDF]

Fardouly, J., Willburger, B. K., & Vartanian, L. R. (2018). Instagram use and young women’s body image concerns and self-objectification: Testing mediational pathways. New Media & Society, 20(4) 1380–1395. [Google Scholar] [CrossRef]

Gil, H., & Félix, C. (2015, May). Utilização segura da internet como recurso educativo na prática de ensino supervisionada. Paper presented at the IX International Conference on ICT in education – Half a century of ICT in education, Braga, Portugal. [Google Scholar] [PDF]

Guinta, M. R., & John, R. M. (2018). Social media and adolescent health. Pediatric Nursing, 44(4), 196–201. [Google Scholar] [URL]

João, A L. S., João, B. M. S., & Portelada, A. F. S. P. (2011). Cyberbullying: A agressão através das novas tecnologias. International Journal of Developmental and Educational Psychology, 2(1), 127–134. [Google Scholar] [URL]

Lopes, R. S., Patrão, I., & Gouveia, M. (2018). Online time perception: Literature review. Psicologia, Saúde & Doenças, 19(1), 151–156. [Google Scholar] [CrossRef]

Maidel, S., & Vieira, M. L. (2015). Mediação parental do uso da internet pelas crianças. Psicologia em Revista, 21(2), 293–313. [Google Scholar] [CrossRef]

Moreno, M. A., Standiford, M., & Cody, P. (2018). Social media and adolescent health. Current Pediatrics Reports, 6(2), 132–138. [Google Scholar] [CrossRef]

Moreno, M. A., & Vaillancourt, T. (2017). The role of health care providers in cyberbullying. Canadian Journal of Psychiatry, 62(6), 364–367. [Google Scholar] [CrossRef]

Patchin, J. W., & Hinduja, S. (2006). Bullies move beyond the schoolyard: A preliminary look at cyberbullying. Youth Violence and Juvenile Justice, 4(2), 148–169. [Google Scholar] [CrossRef]

Pereira, C., C. M. & Botti, N. C. L. (2017). O suicídio na comunicação das redes sociais virtuais: Revisão integrativa da literatura. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental, 17, 17–24. [Google Scholar] [CrossRef]

Pessoa, T., & Amado, J. (2014). Cyberbulling - Questões e desafios atuais. Revista de Educación Mediática y TIC, 3(2), 29–51. [Google Scholar] [URL]

Pigozi, P. L., & Machado, A. L. (2015). Bullying na adolescência: Visão panorâmica no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, 20(11), 3509–3522. [Google Scholar] [CrossRef]

Regulamento n.º 123/2011 de 18 de fevereiro. Diário da República n.º 35/2011, Série II. Lisboa: Ordem dos Enfermeiros. [URL]

Regulamento n.º 140/2019 de 6 de fevereiro. Diário da República n.º 26/2019, Série II. Lisboa: Ordem dos Enfermeiros. [URL]

Regulamento n.º 351/2015 de 22 de junho. Diário da República n.º 119/2015, Série II. Lisboa: Ordem dos Enfermeiros. [URL]

Reisdorfer, N., Araújo, G. M., Hildebrandt, L. M., Gewehr, T. R., Nardino, J., & Leite, M. T. (2015). Suicídio na voz de profissionais de enfermagem e estratégias de intervenção diante do comportamento suicida. Revista de Enfermagem da UFSM, 5(2), 295–304. [Google Scholar] [CrossRef]

Rumsey, N. (2008). The psychology of appearance: Why health psychologists should “do looks”. European Health Psychologist, 10(3), 46–50. [Google Scholar] [URL]

Silva, J. L., Oliveira, W. A., Carlos, D. M., Lizzi, E. A. S., Rosário, R., & Silva, M. A. I. (2018). Intervention in social skills and bullying. Revista Brasileira de Enfermagem, 71(3), 1085–1091. [Google Scholar] [CrossRef]

Simões, J. A. (2010). Oportunidades e riscos no uso da internet por crianças e jovens: Algumas conclusões do projecto EU Kids online. Media & Jornalismo, 9(1), 49–62. [PDF]

Sourander, A., Brunstein Klomek, A., Ikonen, M., Lindroos, J., Luntamo, T., Koskelainen, M., … Helenius, H. (2010). Psychosocial risk factors associated with cyberbullying among adolescents: A population-based study. Archives of General Psychiatry, 67(7), 720–728. [Google Scholar] [CrossRef]

Tiggemann, M., & Miller, J. (2010). The internet and adolescent girls’ weight satisfaction and drive for thinness. Sex Roles, 63(1–2), 79–90. [Google Scholar] [CrossRef]

Tiggemann, M., & Slater, A. (2013). NetGirls: The internet, facebook, and body image concern in adolescent girls. International Journal of Eating Disorders, 46(6), 630–633. [Google Scholar] [CrossRef]

United Nations Chilren’s Fund. (2011). The state of the world's children 2011: Adolescence - An age of opportunity. New York, NY: UNICEF. [Google Scholar] [PDF]

Zinan, N. (2014). Bully victim identification and intervention program for school nurses—A case study. Clinical Nursing Studies, 2(1), 45–52. [CrossRef]

Publicado
2019-02-28
Como Citar
Mendes, J. C. da S., Queirós, S., Pedro, M., & Oliveira, M. (2019). Importância dos enfermeiros na identificação do cyberbullying: Revisão sistemática. Revista Portuguesa De Investigação Comportamental E Social, 5(1), 99-110. https://doi.org/10.31211/rpics.2019.5.1.105
Secção
Artigo de Revisão