Literacia em saúde mental acerca da depressão e abuso de álcool de adolescentes e jovens Portugueses

Palavras-chave: Literacia saúde mental, depressão, abuso álcool, adolescência, jovens

Resumo

Objetivo: Este estudo tem objectivos comparar a literacia em saúde mental dos adolescentes e jovens portugueses relativamente à depressão e ao abuso de álcool e analisar o padrão de respostas em termos de consistência e concordância para ambas as perturbações. Método: A amostra é constituída por 4938 adolescentes e jovens, 43,0% do género masculino e 56,7% do género feminino, com uma média de idades de 16,75 anos, que frequentam as escolas do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário, pertencentes à Direção Regional de Educação do Centro. Resultados: Os resultados revelam um nível de LSM modesto na generalidade das componentes. Ainda que se encontrem diferenças estatisticamente significativas (p<0,05) em 88,00% dos itens da LSM, o que indicia diferentes formas de encarar ambos os problemas de saúde mental. Conclusões: Os resultados revelam consistência em termos das  componentes conhecimentos e competências para prestar a primeira ajuda e apoio aos outros e conhecimentos acerca do modo de prevenção das perturbações mentais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia Autor

Luís Manuel Loureiro, Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Portugal

Mestre em serviço social (Instituto Superior Miguel Torga). Doutoramento em medicina (saúde mental; Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar). Professor adjunto na Escola Superior de Enfermagem de Coimbra desde 2005. 

Referências

Associação Americana de Psiquiatria. (2006). DSM-IV-TR: Manual de diagnóstico e estatística das perturbações mentais [Manual of diagnosis and statistics of mental disorders]. Lisboa: Artmed. [Google Scholar]

Feijão, F. (2010). Epidemiologia do consumo de álcool entre os adolescentes escolarizados a nível nacional e nas diferentes regiões geográficas [Epidemiology of alcohol consumption among schooled adolescents in the national level and in different geographical regions]. Revista Toxicodependências, 16(1), 29-46. [Google Scholar] [URL]

Jorm, A. F. (2000). Mental health literacy: Public knowledge and beliefs about mental disorders. Brithish Journal of Psychiatry, 177, 396-401. [Google Scholar] [CrossRef]

Jorm, A. F. (2012). Mental health literacy: Empowering the community to take action for better mental health. American Psychologist, 67(3), 231-243. [Google Scholar] [CrossRef]

Jorm, A. F. (2014). Mental health literacy: Promoting public action to reduce mental health problems. In L. Loureiro (Ed.), Literacia em saúde mental - capacitar as pessoas e as comunidades para agir [Mental health literacy: Empowering people and communities to act] (Vol. 8, pp. 27-39). Coimbra: Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem. [Google Scholar]

Kelly, C. M., Mithen, J. M., Fischer, J. A., Kitchener, B. A., Jorm, A. F., Lowe, A., & Scanlan, C. (2011). Youth mental health first aid: A description of the program ans an initial evaluation. International Journal of Mental Health Systems, 5(4), 1-9. [Google Scholar] [CrossRef]

Loureiro, L., (2013). Barreiras e determinantes da intenção de procura de ajuda informal na depressão [Barriers and determinants of the intention to seek informal help in depression]. International Journal of Developmental and Educational Psychology, 1(1), 733-746. [Google Scholar] [Redalyc]

Loureiro, L. M. (2014). Primeira ajuda em saúde mental [First aid in mental health] (1 st ed.). Coimbra: Unidade de Investigação em Ciências da Saúde, Enfermagem/Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. [Google Scholar]

Loureiro, L. M. (2015). Questionário de Avaliação da Literacia em Saúde Mental-QuALiSMental: Estudo das propriedades psicométricas [Questionnaire for Assessment of Mental Health Literacy – QuALiSMental: study of psychometric properties]. Revista de Enfermagem Referência, 4(4), 79-88. [Google Scholar] [CrossRef]

Loureiro, L., Pedreiro, A., & Correia, S. (2012). Tradução, adaptação e validação de um Questionário de Avaliação da Literacia em Saúde Mental (QuALiSMental) para adolescentes e jovens portugueses a partir de um Focus Group [Translation, adaptation and validation of a Questionnaire for Assessment of Literacy in Mental Health (QuALiSMental) for Portuguese adolescents and young people from a Focus Group]. Revista de Investigação em Enfermagem, 25, 42-48. [Google Scholar] [URL]

Loureiro, L. L. M. J., Barroso, T. M. M. D., Mendes, A. M. O. C., Rodrigues, M. A., Oliveira, R. A. A. N., & Oliveira, N. R. N. (2013). Literacia em saúde mental dos adolescentes e jovens portugueses sobre abuso de álcool [Mental health literacy of portuguese adolescents and youth about alcohol abuse]. Escola Anna Nery, 17(3), 474-481. [Google Scholar] [CrossRef]

Loureiro, L. M., Jorm, A. F., Mendes, A. C., Santos, J. C., Ferreira, R. O., & Pedreiro, A. T. (2013). Mental health literacy about depression: A survey of Portuguese youth. BMC, Psychiatry, 13(129), 1-8. [Google Scholar] [CrossRef]

Loureiro, L., Sequeira, C., Rosa, A., & Gomes, S. (2014). Rótulos psiquiátricos: "Bem-me-quer, mal-me-quer, muito, pouco e nada..." [psychiatric labeling "He loves me, he loves me not]. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental, (spe1), 40-46. [Google Scholar] [Scielo]

Loureiro, L. M., Sousa, C. S., & Gomes, S. P. (2014). Primeira ajuda em saúde mental - Pressupostos e linhas orientadoras de acção. In L. Loureiro (Ed.), Literacia em saúde mental - Capacitar as pessoas e as comunidades para agir [Mental health literacy: Empowering people and communities to act] (Vol. 8, pp. 63-77). Coimbra: Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem. [Google Scholar]

Melas, P. A., Tartani, E., Forsner, T., & Forsell, Y. (2013). Mental health literacy about depression and schizophrenia among adolescents in Sweden. European Psychiatry, 28(7), 404–411. [Google Scholar] [CrossRef]

Reis, A., Barros, J., Fonseca, C., Parreira, L., Gomes, M., Figueiredo, I., & Matapata, S. (2011). Prevalência da ingestão de álcool nos adolescentes - Estudo PINGA [Prevalence of Alcohol Ingestion in Adolescents - PINGA Study]. Revista Portuguesa de Clínica Geral, 27(4), 338-345. [Google Scholar] [Scielo]

Rickwood, D., Deane, F., Wilson, C., & Ciarrochi, J. (2005). Young people’s help-seeking for mental health problems. Australian e-Journal for the Advancement of Mental Health, 4(3), 1-34. [Google Scholar] [CrossRef]

Simões, C., Matos, M. G., & Batista-Foguet, J. (2006). Consumo de substâncias na adolescência: um modelo explicativo [Substance use in adolescence: An explanatory model]. Psicologia, Saúde & Doenças, 7(2), 147-164. [Google Scholar] [Scielo

Wright A., Harris M. G., Jorm, A. F., Cotton, S. M., Harrigan, S. M., McGorry, P. D., Wiggers, J. H., & Hurworth, R. E. (2005). Recognition of depression and psychosis by young Australians and their beliefs about treatment. Medical Journal of Australia, 183(1),18-23. [Google Scholar] [URL]

Publicado
2016-09-30
Como Citar
Loureiro, L. M. (2016). Literacia em saúde mental acerca da depressão e abuso de álcool de adolescentes e jovens Portugueses. Revista Portuguesa De Investigação Comportamental E Social, 2(2), 2-11. https://doi.org/10.7342/ismt.rpics.2016.2.2.33
Secção
Artigo Original